Um olhar sobre a crise que chegou para todos os Empresários em nível Mundial

Estamos vivenciando um fato mundialmente nunca visto antes. Estabelecimentos comerciais e de serviços, literalmente de portas fechadas, por um período sem precedentes, sob a determinação de Legislação de todas as esferas mundial, federal, estadual e municipal. A alternativa para que as empresas venham a funcionar, e ter vida financeira, se dá pelos meios eletrônicos: vendas e prestação de serviço através de plataformas digitais, como sites e aplicativos, executados muitas vezes em home office ou teletrabalho.

Repense seu negócio

A indústria necessita estar operando de portas fechadas e sob um rigoroso padrão de higiene, revezamento e supervisão dos trabalhadores. Entretanto, é sabido por todos nós, que antes desta pandemia, a indústria já estava se preparando através do padrão de Indústria 4.0. Visitando indústrias pelo mundo, tive a oportunidade de ver robôs fazendo trabalhos em linha de produção, como num filme de ficção cientifica. Diante desse fato irreversível, oriento a todos meus clientes e amigos, que operam no segmento industrial, a aperfeiçoar seu parque fabril e modernizá-lo o quanto antes.

Para o empresário obter lucro, e possuir uma empresa rentável seja qual for seu segmento, eis a lição de casa: melhore seu processo de produção; tenha uma linha enxuta, sem desperdícios, faça gestão de produção e do fluxo. Cada minuto dentro de uma empresa é considerado consumo de gastos diretos/indiretos (energia, aluguel, depreciação de máquinas, insumos e etc). O custo elevado no Brasil dos encargos tributários e trabalhistas, como os benefícios de V.T., V.R. , cestas básicas, 13° salário, férias, segurança e medicina, cumprimento de convenções coletivas, gasto de RH e contábil, enfim, para o empresário brasileiro é um peso que deve ser aplicado e apropriado a todo o seu produto ou serviço. Vale lembrar que ponta deste processo é o consumidor final, e o empresário muitas vezes não consegue repassar e agregar esta composição no produto (digo mais, muitos não sabem e não tem mecanismo para tal controle efetivo de sua operação!) Muito ainda ocorre de forma tradicional, “sempre foi assim, e dava certo”. Será? E será que agora dará certo?

O Comércio e o Serviço precisam ser repensados. Tudo que você fazia de forma tradicional, será preciso rever. Se sua empresa não tem site, não está conectada em rede social como Instagram, Facebook, Tik Tok, Twitter, Snapchat, Pinterest, entre outras; ou não participa de plataformas de Marketplace, vendas E-commerce ou vendas online, através de inúmeras disponíveis como Ifood, Uber Eats, Rappi, Mercado Livre, Submarino, Peixe Urbano, Americanas, Magazine Luiza, Via varejo, Elo 7, B2W, AMAZON, MadeiraMadeira, Netshoes, DAFITI, Estante Virtual, Carrefour, , Hotmart (serviços e ensinos), afirmo  que infelizmente sua empresa estará fadada a reduzir cada vez mais as vendas e seu faturamento. E assim, consequentemente, sem receita e com seus custos fixos normais, isso significará a insolvência da sua empresa.

Vire a chave

A comunicação com sua equipe, fornecedores e prestadores de serviço também mudou – irá, literalmente, virar a chave, pois, a disposição de estar e viajar horas em um trânsito caótico precisa MUDAR, concorda? Para estar em um lugar fisicamente, tomar um café, apertar a mão, e iniciar uma decisão de negócios ou profissional, saber como vai a sua família, o cachorro, se viu o Presidente, e a novela, e o fulano.... Desculpe-me, mas esse momento tenderá a ser muito mais objetivo e frio nos negócios! Horas e minutos estão custando caro, para a qualidade de vida, volto a destacar a questão do custo fixo, de estrutura de grandes empresas, mobília, espaço de reunião quase não usados, estacionamento, vestuário apropriado. Infelizmente (ou não!), tudo isto tende a ser alterado para conferências virtuais, uma ligação ao vivo, as verdadeiras LIVES. Você só não tem o contato físico, mas tem som e vídeo de alta qualidade, consegue resolver objetivamente seus problemas ou conversar com quem deseja, de forma prática e objetiva. Pode até gravar esta reunião, e colocar os pontos em ferramenta que deseja que seja cumprido.

Segundo  André Diz, professor de Economia do Ibmec, “ o e-commerce responde por apenas 4,5% do varejo brasileiro, o que revela um enorme potencial de crescimento: — Quem estiver totalmente fora do online está fora do ecossistema de negócios. O relacionamento direto com o consumidor continuará sendo fundamental. Mas a decisão de ir fisicamente aos lugares passa pelo mundo online”.

Segundo o vice-presidente financeiro da Confederação Nacional do Comércio (CNC), Leandro Domingos Teixeira Pinto, “a pandemia vai obrigar o comércio varejista a promover uma mudança radical, mesmo em micro e pequenas empresas. Para ele, o isolamento das pessoas que podem ficar em casa está tendo “efeito pedagógico”, obrigando os empresários a descobrir novas formas de fazer negócios, com baixo custo, maior velocidade e eficácia: — Depois desta crise, o mercado realmente vai mudar. Nós vamos ter que ter outro tipo de abordagem para seguir funcionando”.

Concordo que as atividades presenciais são importantes, e no Brasil, não irão acabar subitamente. Trata-se de uma questão cultural. Precisamos do calor humano, do abraço, do sorriso, da sensação de convívio pela reunião pessoal. Mas o que desejo transmitir é que nós, como empresários, precisamos fazer mais do que estávamos fazendo, e além de fazer mais, fazer melhor ainda. Teremos que nos dedicar mais e trabalhar as novas opções de relacionamentos comerciais.

E para que tudo isso?

Sinceramente, tudo vai contribuir para que você tenha qualidade de vida: que você possa passar mais tempo com a família, com os filhos, com seu animal de estimação, cuidar de sua casa, estudar algo novo, para ter tempo de orar/rezar/meditar, praticar um esporte, tomar sua bebida preferida ao pôr do sol. O maior desafio que teremos - e cada vez mais - é de sermos melhores em nossas empresas e nossa profissão. Quando você escolheu, ou foi impelido a ser um empresário, a ter um CNPJ, feliz ou infelizmente, talvez não soubesse que teria que fazer mais do que uma vida normal. Daqui para frente, não bastará dizer “eu não sei” ou “não gosto de tecnologia”. Você deverá estar disposto a ter SUCESSO e aproveitar as oportunidades. Aqueles que dizem que não estão preparados, eu alerto: vivemos em mundo capitalista, e agora estamos entrando em nova era.

Para a saúde do seu negócio, conte com um Contador!
Essencial hoje, amanhã e sempre.

Roberto Kuabata Iluminar Contábil e Tributário
Gestor/ Contador - Maio/2020

 

Informações adicionais